Quem sou eu

Minha foto
Cabreúva, SP, Brazil
A EXPRESSÃO DA ARTE É A CHAVE PARA A INDIVIDUALIDADE. SEJA VOCE MESMO E ORGULHE-SE DISTO. AS POSSIBILIDADES SÃO INFINITAS...

12 de ago de 2007

Caros amigos (as) muito se tem falado (mal) do gerundismo, que virou moda, mas recebi esta mensagem sobre o uso do PARTICÍPIO e repasso. Por Sérgio Nogueira. Olá! Tudo bem?

Hoje vamos falar sobre o uso do particípio.

Ele tinha ENTREGUE ou ENTREGADO os documentos?

O certo é PAGO ou PAGADO? Posso dizer que ele “tinha chego”?

Vamos aos casos.

Uso do PARTICÍPIO

“Ele tinha ENTREGUE ou ENTREGADO os documentos”?

O certo é “TINHA ENTREGADO”.

Quando o verbo apresenta dois particípios (=verbos abundantes), a regra é a seguinte:

a) Com o verbo auxiliar TER (ou HAVER), devemos usar a forma regular (=com terminação “-ado” ou “-ido”).

b) Com o verbo auxiliar SER (ou ESTAR), devemos usar a forma irregular. “Ele TINHA ENTREGADO os documentos.”“Os documentos FORAM ENTREGUES por ele.”

Observe outros exemplos:

TER OU HAVER---------SER OU ESTAR

ACEITADO----------------ACEITO

ACENDIDO---------------ACESO

ELEGIDO------------------ELEITO

ENTREGADO------------ENTREGUE

EXPULSADO-------------EXPULSO

EXTINGÜIDO-------------EXTINTO

IMERGIDO----------------IMERSO

ISENTADO----------------ISENTO

MATADO------------------MORTO

MORRIDO-----------------MORTO

PRENDIDO----------------PRESO

SALVADO-----------------SALVO

SUBMERGIDO-----------SUBMERSO

SUSPENDIDO-----------SUSPENSO

Observação 1

: A princípio, esta regra também se aplica aos verbos GANHAR (ganho e ganhado); GASTAR (gasto e gastado); PAGAR (pago e pagado) e PEGAR (pego e pegado):

“Ele tinha ganhado, gastado, pagado e pegado”;

“Isso foi ganho, gasto, pago e pego”.

As formas regulares estão em desuso. Muitos autores aceitam as formas irregulares até com os verbos TER e HAVER:

“Ele TINHA GANHO, TINHA GASTO, TINHA PAGO e TINHA PEGO”.

Observação 2:

Os verbos TRAZER, CHEGAR e EMPREGAR não são abundantes. Apresentam apenas um particípio: TRAZIDO, CHEGADO e EMPREGADO. Na língua padrão, não se aceitam as formas trago, chego e empregue:

“Isso foi trago por mim”;

“Ele tinha chego atrasado”;

“O dinheiro foi muito bem empregue na construção deste campo”.

Só podemos usar: “Isso foi TRAZIDO por mim”;

“Ele tinha CHEGADO atrasado”:

“O dinheiro foi muito bem EMPREGADO na construção deste campo”.

2 comentários:

  1. Muito bom esse texto, Regina. Elucidativo, no mínimo. Salvei e vou repassar.
    Ah, não brinca que vc vai SECAR LOUÇA com aquele pano de prato!!!! Um trabalho daquele deveria estar numa toalha de lavabo, mulé, prá causar inveja nas amigas. kkkk
    Obrigada pelo link, viu? Vou colocar o seu no meu blog, tb. bjks, e uma semana abençoada prá vc.

    ResponderExcluir
  2. Hola Regina!
    Gracias por tu visita y por tus comentarios de mis ositos, es un halago que vos me los hagas...quiero saber si estas tejiendo algo, quiero ver una nueva creacion tuya que seguro será genial.

    besos desde Argentina!!!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita e comentário! Volte sempre!
Um abraço
Regina